• DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
  • DEUTSCH BANK
2013 | DEUTSCH BANK | DIGITAL | Proposta de desenvolvimento da aplicação móvel
2013 | DEUTSCH BANK | DIGITAL
Proposta de desenvolvimento da aplicação móvel

A MediaPrimer, em parceria com a EF Tecnologias SA, deu resposta ao RFP enviado pelo DEUTSCH BANK, apresentando ao banco uma proposta para o desenvolvimento da aplicação móvel "Portfolio Manager" (dbPM), para iPad e dispositivos tablet Android, a disponibilizar no mercado Belga.

Numa 1ª fase, o objetivo principal da aplicação passava por fornecer a um segmento médio/alto (investidores) uma visão consolidada do estado atual de todos os seus ativos, organizados em grupos distintos - Liquidities, Protection e Growth.

Tratando-se numa fase inicial de uma aplicação read-only, a experiência que se propôs para a sua utilização, focou-se essencialmente, e acima de tudo, nos dados apresentados. Foi em função deles que toda a organização funcional, hierarquização de elementos e todo o modelo de navegação e interação foram idealizados.

Não esquecendo também que se tratava de uma aplicação que rapidamente devia fornecer aos investidores o estado atual de todos os ativos que estes detinham, optou-se por criar um modelo de navegação fácil de compreender, simples e prático de utilizar.

No tratamento dos dados tentou-se oferecer aos utilizadores, dependendo da área e dos dados visualizados, uma forma rápida e simples de ver e comparar dados.

A navegação proposta para além de rapidamente indicar ao utilizador todas as áreas que a aplicação contempla, fornece também desde o início alguma informação de contextualização da situação atual dos ativos do investidor que está a consultar a aplicação.

Face aos requisitos a que a aplicação tinha que dar resposta, a interface proposta tem uma organização funcional e um modelo de navegação e interação muito próprios, afastando-se e, simultaneamente, diferenciando-se do que o DEUTSCH BANK já tinha ao nível de aplicações/serviços web e mobile. No entanto, para que se assegurasse uma associação imediata à marca, houve um conjunto de opções gráficas que foram tidas em consideração para se ir ao encontro do que é o modelo de comunicação visual do banco, nomeadamente ao nível das opções cromáticas e tipográficas que recaíram sobre o que o DEUTSCH BANK já tinha definido nas suas diretrizes.

A interface foi desenhada como um todo tentando sempre que os vários elementos funcionassem em harmonia quer entre eles quer com imagem global do DEUTSCH BANK, garantindo uma associação imediata à marca. Os princípios do modelo de comunicação visual do banco foram compreendidos e absorvidos e transportados para o que foi desenhado.

A interface gráfica proposta apresenta, de forma ilustrativa e exemplificativa, a abordagem para iPad.

Left
Right